TRE-PR divulga DNI na AMAPAR

A implantação do projeto ocorre entre os dias 11 e 13

tre-pr dni amapar

Nesta terça-feira (11), o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Luiz Taro Oyama, o vice-presidente e corregedor regional eleitoral, desembargador Gilberto Ferreira, o diretor-geral do TRE-PR, doutor Sérgio Luiz Maranhão Ritzmann, o secretário de Tecnologia da Informação (SECTI), Gilmar Fernandes de Deus, e a coordenadora de Fiscalização do Cadastro Eleitoral, Mônica Miranda Gama Monteiro, visitaram a Associação dos Magistrados do Paraná (AMAPAR) para participar de evento que marca o início da implantação do projeto-piloto para emissão do Documento Nacional de Identidade (DNI) dos associados e beneficiários da Autogestão em Saúde da Magistratura Paranaense (JUDICEMED). O DNI é um documento digital, disponível para tablets e smartphones, que reúne os dados do R.G., do CPF, do título de eleitor e da certidão de nascimento.

Em pronunciamento na CMC, o presidente do TRE-PR ressaltou a gratuidade do documento e mencionou a possibilidade da incorporação de outros documentos ao DNI. O Comitê Gestor da Identificação Civil Nacional (ICN), formado por representantes do Governo Federal, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), da Câmara do Deputados, do Senado Federal e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), prevê que o DNI será uma realidade entre os cidadãos brasileiros até 2022.

 

 

 

Últimas notícias postadas

Recentes