Usina do TRE-PR é destaque da Carta do 76º Encontro do Coptrel

Versão final do documento, divulgada nesta terça-feira (16), aponta o empreendimento do regional paranaense como exemplo de boa prática de sustentabilidade

Usina do TRE-PR é destaque da Carta do 76º Encontro do Coptrel

A inauguração da Usina Fotovoltaica do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) foi destaque da Carta de Proposições do 76º Encontro do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais (Coptrel) divulgada nesta terça-feira (16). O documento reúne as principais conclusões das deliberações realizadas pelos presidentes dos regionais eleitorais nos dias 4 e 5 de julho, na cidade de São Paulo.

A usina, que está gerando energia para a sede e todos os 153 fóruns eleitorais do Paraná, atendendo 100% do consumo do tribunal, foi apontada como exemplo de boa prática entre as medidas voltadas à sustentabilidade e à proteção do meio ambiente que devem ser tomadas pelos regionais eleitorais do país.

O documento destacou ainda que a usina obedece aos objetivos 7 (energia limpa e acessível), 11 (cidades e comunidades sustentáveis) e 12 (consumo e produção responsáveis) do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual o TRE-PR é signatário.

A carta também propôs a realização de estudos mais aprofundados sobre o impacto no processo eleitoral da emenda constitucional que prevê a unificação das eleições (PEC 56/2019, apensada à PEC 117/2011) e reafirmou que a Justiça Eleitoral tem plenas condições de exercer o processamento e julgamento dos crimes comuns conexos aos eleitorais, nos termos da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) no inquérito 4435.

Confira aqui a íntegra do documento

Voto no meio-ambiente

Com 6.200 placas solares, a Usina Fotovoltaica do TRE-PR, construída em Paranavaí (PR), município com maior incidência de raios solares do estado, tem uma potência de 2MWp. O presidente do TRE-PR, desembargador Gilberto Ferreira, destaca que, além de zerar os gastos com contas de luz, o empreendimento permite que, em um ano, deixem de ser emitidas 892,4 toneladas de CO2 na atmosfera e sejam poupadas 6.371 árvores, preservando o equivalente a 3,5 campos de futebol, entre outros benefícios.

Últimas notícias postadas

Recentes