TRE-PR promove sessão de julgamento fictícia para estudantes do ensino fundamental e médio

Evento, parte do projeto Tribunal Eleitoral Jovem, ocorreu na Sala de Sessões

Fotografia de um grupo de jovens. Eles estão em pé, ao centro de uma sala de sessões e usam togas.

No dia 11 de novembro, alunos do ensino fundamental e médio do Colégio Estadual Getúlio Vargas participaram de uma sessão de julgamento fictícia no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), em Curitiba. O evento, parte do projeto Tribunal Eleitoral Jovem, tem o objetivo de ampliar o acesso da juventude à Justiça Eleitoral, para que conheçam internamente a instituição e reconheçam seu valor democrático por meio da experiência emocional e sensorial de julgar um feito eleitoral.

Durante a simulação, foi julgada uma ação de investigação judicial eleitoral pelo uso indevido dos meios de comunicação social. Após estudo e discussão dos dispositivos legais e documentos que fundamentavam o caso analisado, os estudantes elaboraram argumentos contra e a favor dos réus, chegando a uma decisão. A proposta do evento foi ampliar os conhecimentos quanto à função da Justiça Eleitoral e também refletir sobre o papel da mídia no processo eleitoral.

Estiveram presentes na sessão fictícia a coordenadora executiva da Escola Judiciária Eleitoral (EJE), Juliana Paula Zigovski; a chefe da Seção de Gestão de Programas Institucionais (SGPI), Mary Natsue Ogawa, e a coordenadora da escola, Karina Talissin de Souza.

 

Texto: Beatriz Pereira Tedesco
Foto: SPA
Supervisão: Melissa Diniz Medroni
Coordenação: Rubiane Barros Barbosa Kreuz
CCS/TRE-PR


Siga-nos no Twitter, no Instagram e no Spotify

Curta nossa página oficial no Facebook

Acompanhe nossas galerias de fotos no Flickr

Inscreva-se em nosso canal no YouTube


Últimas notícias postadas

Recentes