Vereadores mirins apresentam projeto de lei em Renascença (PR)

Ação faz parte do Projeto Parlamento Jovem, da Justiça Eleitoral do Paraná

Fotografia de jovens participantes do projeto, lado a lado, segurando um documento. Atrás deles há três bandeiras e no canto superior direito estão pendurados, em parede azul, três quadros com fotos de pessoas.

Na última terça-feira (27), os vereadores mirins do Projeto Parlamento Jovem de Renascença apresentaram em Sessão Plenária na Câmara Municipal um documento contendo indicações de um novo projeto de lei.

As indicações, subscritas em conjunto pelos vereadores mirins e vereadores da casa, foram entregues para o prefeito Lessir Canan Bortoli. Participaram do evento, além do prefeito, o presidente da Câmara de Veradores, Cassiano Fabris; os vereadores; a diretora Jaquelaine Karkling; a pedagoga Marta Guollo, do Colégio Estadual de Renascença; professores e pais dos alunos.

Reflexões sobre cidadania

Durante a participação no projeto, os alunos têm a oportunidade de refletir e debater sobre temas como cidadania, política e democracia e a importância da participação de todos os cidadãos no processo eleitoral.

O Projeto Parlamento Jovem, criado pela Justiça Eleitoral do Paraná, é realizado em parceria com as escolas, câmaras municipais e prefeituras. Trata-se de um "mini" processo eleitoral que elege, entre os alunos das escolas participantes, os vereadores mirins.

"O grande desafio é conscientizar os jovens sobre a importância de participarem de atividades políticas, sociais e educativas e contribuir para a formação de adultos conscientes, atuantes, conhecedores dos seus direitos e deveres como cidadãos e capazes de sugerir, fiscalizar e promover ações de melhorias para a comunidade em que residem", afirma a chefe de Cartório da 140ª Zona Eleitoral de Marmeleiro, Andrea Rolim de Moura.

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Curta nossa página oficial no Facebook

Acompanhe nossas galerias de fotos no Flickr

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Últimas notícias postadas

Recentes

30 anos da volta da democracia

Lembrada como a mais democrática pelo chefe de cartório da 105ª Zona Eleitoral, a eleição de 1989 foi marcada pela candidatura de grandes personalidades e lideranças históricas