Suplentes são liberados para se candidatar ao auxílio emergencial

TSE divulgou esclarecimento sobre relação de eleitos nas Eleições 2018 publicada em site

Fotografia da fachada do Tribunal Superior Eleitoral

Suplentes de deputado federal, estadual ou distrital das Eleições 2018 não serão mais excluídos de imediato da análise para receber o auxílio emergencial oferecido pelo Governo Federal devido à pandemia do Covid-19. Os pedidos vinham sendo negados devido a um equívoco da Dataprev, responsável pelo tratamento dos dados de todos os cidadãos que requerem o benefício.

A empresa estava buscando as informações sobre os candidatos eleitos nas eleições passadas no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entretanto, esses dados públicos não fazem distinção entre os políticos que efetivamente conquistaram uma vaga e aqueles que terminaram o pleito como suplentes imediatos.

Ao ser notificado do problema, o TSE identificou o engano e alertou a Secretaria Executiva do Ministério da Cidadania, que confirmou a origem do mal-entendido com a Dataprev. O TSE foi então informado de que as regras já foram alteradas para que os suplentes não continuem a ser prejudicados.

 

Texto: TRE-RJ
Foto: TSE


Siga-nos no Twitter, no Instagram e no Spotify

Curta nossa página oficial no Facebook

Acompanhe nossas galerias de fotos no Flickr

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Últimas notícias postadas

Recentes