Estudantes de 7 escolas diplomados nesta segunda (06)

A cerimônia envolveu estudantes que participaram dos Projetos Eleitor do Futuro e Parlamento Jovem

A imagem mostra uma videoconferência com 25 telas de diferentes participantes.

Nesta segunda-feira (6), em cerimônia promovida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, aconteceu a diplomação dos vereadores mirins eleitos em 2021 pelo Projeto Parlamento Jovem. No evento, foram diplomados jovens estudantes de 5 cidades do estado: de Cambará, o Colégio participante foi o Estadual Cívico-Militar Doutor Generoso Marques; de Campo Largo, o Colégio Estadual Cívico-Militar 1º Centenário; de Cascavel, o Colégio Estadual Cívico-Militar Cataratas; de Guarapuava, o Colégio Estadual Cívico-Militar Mahatma Gandhi; e de São José dos Pinhais, o Colégio Estadual Cívico-Militar Shirley Catarina Tamalu Machado.

A diplomação é ato por meio do qual a Justiça Eleitoral atesta que o candidato foi efetivamente eleito e que, portanto, está apto a tomar posse. No caso da eleição do Parlamento Jovem, os candidatos eleitos estão aptos a tomar posse como vereadores mirins nas Câmaras Municipais de suas cidades. Após a posse, os jovens e as jovens passarão por capacitação promovida pelas Câmaras, que tornará os políticos mirins aptos a proporem projetos de lei.

Entre as curiosidades das eleições de 2021, destacam-se a eleição de apenas representantes femininas no Colégio Estadual Cívico-Militar Doutor Generoso Marques, em Cambará, além da eleição de quatro candidatos estrangeiros: no Colégio Estadual Cívico-Militar Shirley Catarina Tamalu Machado, em São José dos Pinhais, foi a venezuelana Sthephany Sofia Del Valle Delgado; no Colégio Estadual Cívico-Militar Cataratas, em Cascavel, foram eleitos 3 haitianos: Chesca Louis (a mais votada), Dorkensley Louis e Samuela Metelus.

Na mesma cerimônia, também foram diplomados e diplomadas os/as representantes dos partidos eleitos pelo Projeto Eleitor do Futuro em duas escolas de Araucária, Arlindo Milton Druszcz e Elvira de França Buschmann. O Projeto Eleitor do Futuro é iniciativa da Escola Judiciária Eleitoral do Paraná que propõe aos estudantes a vivência de um processo eleitoral em que são eleitos partidos em vez de candidatos. A ideia é levar os jovens estudantes a discutir temas de relevância social, revelados pelos próprios nomes dos partidos: Vida e Saúde; Liberdade, Respeito e Dignidade; Esporte, Lazer e Integração da Comunidade Escolar; Segurança Pública e Combate à Violência; e Educação e Cultura.

Participaram do evento desta segunda-feira o presidente do TRE-PR, desembargador Tito Campos de Paula; a diretora-executiva da Escola Judiciária Eleitoral do Paraná, doutora Flávia da Costa Viana; o juiz da 25ª Zona Eleitoral de Cambará, Raffael Antonio Luzia Vizotto; o promotor eleitoral de Cambará, doutor Julio Cesar Moraes Comin; a coordenadora-executiva em exercício da EJE-PR, Mary Natsue Ogawa; o chefe da 9ª Zona Eleitoral de Campo Largo, Leandro Espíndola Nogueira; o chefe da 25ª Zona Eleitoral de Cambará, Vitor Hugo Pires; o servidor da 199ª Zona Eleitoral de São José dos Pinhais, Cesar Danilo Castilho Poleto; do Colégio 1º Centenário, a professora Amanda; do Colégio Dr. Generoso Marques, a professora Lígia e o diretor João Carlos; do Colégio Cataratas, o professor Nilson; do Colégio Shirley Catarina, o professor Emerson e o diretor João Batista; do Colégio Mahatma Gandhi, a professora Nubiane; da Escola Arlindo Druszcz, a diretora Simone Nunes; e da Escola Elvira Buschmann, a diretora Camila Ribeiro.

Texto e Imagem: Escola Judiciária Eleitoral do Paraná (EJE-PR)

Siga-nos no TwitterInstagramSoundCloudTikTok e LinkedIn

Curta nossa página oficial no Facebook

Acompanhe nossas galerias de fotos no Flickr

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Últimas notícias postadas

Recentes