Desembargador Vitor Roberto Silva participa da cerimônia de centralização do Infodip em Brasília

A solenidade aconteceu na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, com transmissão ao vivo pelo YouTube

Desembargador Vitor Roberto Silva.

Nesta segunda-feira (25), o vice-presidente e corregedor da Justiça Eleitoral do Paraná, desembargador Vitor Roberto Silva, participou da cerimônia presencial de lançamento da “Centralização do Infodip e Modernização dos Cadastros Nacionais de Improbidade Administrativa e de Inelegibilidades”. A solenidade aconteceu na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, e foi transmitida ao vivo pelo canal da instituição no YouTube.

O presidente da Justiça Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, destacou que antes da implementação do Sistema de Informações de Óbitos e Direitos Políticos (Infodip) as informações eram transmitidas por comunicação impressa. “Isso gerava um grande volume de trabalho burocrático e favorecia o extravio de documentos, com consequente perda de informações”, disse.

O corregedor-geral, ministro Luis Felipe Salomão, saudou o desembargador Vitor e fez menção à Justiça Eleitoral do Paraná, onde o sistema Infodip foi criado. Segundo o ministro “a centralização em plataforma única dos bancos de dados, que outrora estavam segmentados nos estados, favorece a ampla utilização da ferramenta”.

Durante a cerimônia, foi exibido um vídeo informativo referente às funcionalidades do Infodip e a modernização dos cadastros nacionais, com a participação de profissionais que atuam na Justiça Eleitoral do Paraná e fazem parte da equipe responsável pela criação do sistema. Sendo a secretária da Corregedoria, Mônica Miranda Gama Monteiro; o secretário de Tecnologia da Informação, Gilmar de Deus; e o coordenador de cadastro eleitoral, Guilherme Babora do Carvalhal.

Assista na íntegra o vídeo

Sistema Infodip

O Sistema de Informações de Óbitos e Direitos Políticos (Infodip) é uma ferramenta desenvolvida pela Justiça Eleitoral do Paraná, em 2013, para melhorar a eficiência no registro, recebimento e processamento das comunicações de óbito, suspensão e/ou restabelecimento de direitos políticos e hipóteses de inelegibilidades.

O Infodip permite o trâmite de comunicações entre os órgãos do Judiciário de forma mais barata, segura e eficaz. Por conta disso, em 2020, o TSE e outros regionais eleitorais também adotaram essa ferramenta. A centralização dos dados, lançada durante a cerimônia, atende à Resolução Conjunta TSE/CNJ n° 6/2020.

Presenças

Compuseram a mesa o presidente da Justiça Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso; o vice-presidente, ministro Luiz Edson Fachin; o corregedor-geral, ministro Luis Felipe Salomão; o ministro Mauro Campbell Marques; e o doutor Paulo Gonet.

Também estiveram presentes representantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ministério Público Eleitoral (MPE) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Jornalistas cadastrados previamente também puderam acompanhar a solenidade de forma presencial.

Premiação e homenagens

Antes da cerimônia de centralização do Infodip aconteceu a entrega do Selo de Boa Prática CGE - 2021, que premiou as corregedorias pela apresentação de projetos inovadores que contribuem para o aprimoramento da Justiça Eleitoral. Foram contemplados com o Selo as corregedorias regionais eleitorais de São Paulo, de Mato Grosso do Sul, de Goiás, do Rio de Janeiro e do Distrito Federal.

Mais tarde, antes do encerramento da programação, ocorreu ainda o descerramento das fotos dos ex-corregedores: ministros Antonio Herman de Vasconcellos e Benjamin; Napoleão Nunes Maia Filho; Jorge Mussi; e Geraldo Og Nicéas Marques Fernandes.

Reunião do Colégio de Corregedores Eleitorais do Brasil

No início da tarde, o desembargador Vitor também participou presencialmente da Reunião do Colégio de Corregedores Eleitorais do Brasil. A programação do encontro contou com a apresentação de informes e balanços da corregedoria-geral eleitoral, bem como também da primeira etapa do sistema de Inspeções e Correições da Justiça Eleitoral (SInCo).

Em seguida, foram discutidas perspectivas para as Eleições 2022. Houve também uma homenagem, com a entrega de medalha da Justiça Eleitoral do Acre ao ministro Luis Felipe Salomão.
 

Texto: Carla Tortato
Revisão: Marden Machado e Beatriz Tedesco Prado
Imagem: Bernardo Gonzalez
Coordenação: Rubiane Barros Barbosa Kreuz
CCS/TRE-PR

Siga-nos noTwitter,Instagram,SoundCloud,TikTok eLinkedIn

Curta nossa página oficial noFacebook

Acompanhe nossas galerias de fotos noFlickr

Inscreva-se em nosso canal noYouTube

Últimas notícias postadas

Recentes