Combate às fake news: um desafio mundial

As notícias falsas teriam influenciado as eleições na França e nos Estados Unidos e são uma preocupação para as eleições deste ano no Brasil

tre-pr imagem notícia fake news

Um dos temas de maior destaque no discurso de posse do ministro Luiz Fux como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ontem (6), em Brasília, foi o combate às fake news, acusadas de terem influenciado o resultado das eleições presidenciais na França e nos Estados Unidos e motivo de preocupação para as eleições deste ano no Brasil.

Esse combate encontra diversos desafios. Um deles é definir claramente quais conteúdos devem ter sua publicação impedida ou suspensa para que não seja lesado o direito à liberdade de informação, pois o objetivo é garantir a lisura e o equilíbrio da disputa eleitoral. Outro grande desafio a ser enfrentado pela Justiça Eleitoral é rastrear os responsáveis pela divulgação das notícias falsas, uma vez que grande parte dos provedores de internet em que são publicados esses conteúdos está localizada fora do país. Para isso, o novo presidente do TSE defendeu o reforço das parcerias com a Polícia Federal e o Ministério Público.

Com a finalidade de se evitar a circulação das fake news, algumas medidas são importantes, como verificar a fonte da notícia, certificar-se de que outras fontes com credibilidade noticiaram o mesmo conteúdo, checar a data de publicação (por conta da questão do contexto) e não compartilhar informações duvidosas.

Últimas notícias postadas

Recentes