Auditoria do 2º turno das Eleições 2020 acontece no Fórum Eleitoral de Curitiba

Procedimento realizado neste domingo (29) verifica o funcionamento de urnas eletrônicas de Ponta Grossa

Ambiente de auditoria de votação

Neste domingo (29), seis urnas eletrônicas de Ponta Grossa (PR), único município do Paraná com segundo turno, passam por procedimentos de auditoria, acompanhados por entidades fiscalizadoras. Três das urnas sorteadas tiveram verificadas a Autenticidade e a Integridade dos Sistemas Eleitorais, procedimento realizado nas próprias seções eleitorais, antes do início da votação, e as demais são testadas em condições normais de uso, em cerimônia pública realizada no Fórum Eleitoral de Curitiba.

Sorteio definiu urnas que seriam auditadas

De acordo com presidente da Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) e juiz da 176ª Zona Eleitoral de Curitiba, Dr. Helder Luis Henrique Taguchi, as três urnas auditadas em Curitiba estariam funcionando na eleição, com eleitores reais votando. “A intenção da auditoria, que reproduz uma eleição real, é confirmar a segurança da votação eletrônica, por meio do lançamento no equipamento de votos registrados em papel e da posterior comparação dos resultados”, explica.

A Auditoria de Verificação da Autenticidade e Integridade dos Sistemas, realizada antes da impressão da Zerésima (comprovante de que não há votos previamente registrados), verificou que os sistemas das urnas eletrônicas estavam de acordo com o que foi determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Já na Auditoria de Funcionamento das Urnas Eletrônicas em Condições Normais de Uso, os Boletins de Urna (BUs) devem apresentar resultados idênticos aos dos votos previamente registrados em cédulas de papel por estudantes convidados, comprovando que não houve nenhuma adulteração, acréscimo ou subtração nos votos dados de forma eletrônica. Nos 20 anos em que essa auditoria vem sendo realizada, o TRE-PR nunca registrou divergências nos resultados.

Confira um passo a passo da Auditoria de Funcionamento das Urnas Eletrônicas em Condições Normais de Uso

Composição

A Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica das Eleições 2020 é presidida pelo Dr. Helder Luis Henrique Taguchi, juiz da 176ª Zona Eleitoral de Curitiba, acompanhado pela Dra. Cristina Corso Ruaro, promotora da 176ª Zona Eleitoral. Na suplência está a Dra. Adriana de Lourdes Simette, juíza da 174ª Zona Eleitoral de Curitiba, e a Dra. Ângela Domingos Calixto, promotora da 174ª Zona Eleitoral.

A Comissão também é composta pelos seguintes servidores do TRE-PR: Domício Prates Ribeiro Filho, Guilherme Babora do Carvalhal, Anderson do Nascimento Ferreira, Sandra Soto Rodriguez, Silvia Albuquerque Medici Metri, Fabio Henrique da Silva Skonieczny, Maria Regina Blanco Magalhães, Diogo Sguissardi Margarida, Cristiane Paula da Silva Galperin e Mariana Pirih Cordeiro.

A Equipe de Apoio é formada pelos seguintes servidores do TRE-PR: Andréa Castelo Branco Vidal Vieira, Angela Cristiane Sosnowski Cardoso, Beatriz Rodrigues De Melo, Carla Lessa Couto, Cecília Maria Wosch Crisóstimo, Cláudia Valéria Bevilacqua Gonçalves, Débora Francis Tonon Brandalise, Divani Da Silva Carvalho, Elenice Lotti Camacho Silva, Elizabeth Wandarti Ribas, Eva Maria Cruz Novinski, Gilse Mary Nagayama, Gisele Reckziegel Fontoura, Hillene De Cassia Sbalqueiro Silva Meira, Irene Jucki Goldbach, Isabel De Loyola E Silva Guernieri, Jaqueline Nobre Bastos, Josiane Carla Zanotto Malhadas, Juliana Paula Zigovski, Karla Meyer, Lucianna Maria De Araujo Sampaio, Márcia Veiga Mattos, Marcos Vinicus Marçal Bravo, Maria Luiza Scherer Lutz, Marina Burko Schmitt, Mozar De Ramos, Paraskevas Papalexiou, Patricia Fretta Nogueira De Lima Cabral, Paula Di Angelis Mendonça Pinto Goulart, Simone Rupp Baldessar, Vivian Quimelli Rosa Maciel e Walana De Azevedo Souza e pelos suplentes Clodoaldo Arashiro Oyakawa, Ivete de Oliveira Rosa, Marcio Carvalho Jardim, Marilene Gregorini Cordeiro, Marlene Regina Kovalski, Mauriceia Moro Besbati, Tainah Leal Vieira e Viviane Stein.

Leia mais:
28.11 - Definidas urnas eletrônicas de Ponta Grossa que serão auditadas no segundo turno das eleições
16.11 - Auditorias comprovam segurança das urnas eletrônicas
16.10 - Auditoria da Votação Eletrônica: conheça os procedimentos públicos que, no dia das eleições, verificam a segurança das urnas e dos sistemas eleitorais

 

Texto: Laura Carlotto Borro
Revisão: Melissa Medroni
Foto: Bernardo Gonzales
Tratamento de imagem: Simone Hembecker
Coordenação: Rubiane Barros Barbosa Kreuz
CCS/TRE-PR


Siga-nos no TwitterInstagramSoundCloudTikTok

Curta nossa página oficial no Facebook

Acompanhe nossas galerias de fotos no Flickr

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Últimas notícias postadas

Recentes