TRE-PR inicia construção de usina fotovoltaica em Paranavaí

TRE-PR inicia construção de usina fotovoltaica em Paranavaí

TRE-PR-usina-fotovoltaica

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, mantendo sua característica de pioneirismo, deu início este mês de janeiro à construção de uma usina fotovoltaica no município de Paranavaí, no noroeste do Estado. O presidente do TRE-PR, desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira, esteve nesta quinta, 18, vistoriando a obra.

Trata-se do maior empreendimento desse porte em todo o país. Nenhum outro órgão de qualquer Poder, seja ele da esfera nacional, estadual ou municipal, implementou ação semelhante. O custo total da obra é de R$9.226.889,80 e a dotação orçamentária para a construção conta com recursos próprios e também advindos de emendas de metade da bancada parlamentar do Estado. A previsão de conclusão é para meados de 2018.

Todas as unidades da Justiça Eleitoral do Paraná consomem por mês 255 mil quilowatts/hora de energia e paga por isso, anualmente, pouco mais de três milhões de reais. A usina será equipada com 6.200 placas solares que produzirão 263 mil quilowatts/mês. Toda essa energia será repassada para uma usina da Copel, situada a apenas 800 metros da usina do TRE, que abaterá essa energia do consumo mensal do Tribunal. Com isso, em cerca de três anos o empreendimento estará pago e representará uma considerável economia para os cofres públicos, sem contar o fato de que fará uso de uma fonte de energia limpa e sustentável.

A usina está sendo construída em Paranavaí por ser o município paranaense com maior incidência de luz solar. A visita do des. Xisto Pereira contou com as presenças das seguintes autoridades: Maria Tereza Uille Gomes (Conselheira do CNJ); Pedro Luís Sanson Corat (Juiz da Corte Eleitoral); Sebastião “Tião” Henrique de Medeiros (Deputado Estadual); Carlos Henrique “Caíque” Rossato Gomes (Prefeito de Paranavaí); Camila de Britto Formolo (Juíza Eleitoral de Paranavaí); Mônica Miranda Gama Monteiro (Diretora-Geral do TRE-PR) e Antonio Bárbara (proprietário da Balfar, empresa que produz placas solares). O terreno foi cedido pela prefeitura e a doação contou com a aprovação da câmara municipal.

Toda a execução da obra está sendo acompanhada pela Comissão de Gestão da Implantação e Fiscalização da Obra da Usina Fotovoltaica, composta pelos servidores Valcir Mombach, Lilian Gasparin, Marlene Regina Kovalski, Ivanilda da Silva, Jeronimo Nardielo, Edilson Queiroz da Silva e Luiz Mitsuru Bancho.

Últimas notícias postadas

Recentes