Nova cúpula diretiva toma posse no TRE-PR

O desembargador Gilberto Ferreira é o presidente e o desembargador Tito Campos de Paula, o vice-presidente e corregedor

tre-pr posse des gilberto

Tomaram posse nesta segunda-feira (4), no Auditório do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), o desembargador Gilberto Ferreira, como presidente, e o desembargador Tito Campos de Paula, como vice-presidente e corregedor. A sessão solene, que teve início às 17h30, aconteceu no auditório do edifício-sede, situado no bairro Prado velho, em Curitiba.

A cerimônia contou com a apresentação de músicos da Orquestra Sinfônica do Paraná, que executaram o Hino Nacional Brasileiro, e do cantor e compositor Guego Favetti. Em homenagem ao desembargador Gilberto, Favetti tocou “Estrada do sertão”, seguida de “Canção para a amada”, composição do próprio desembargador Gilberto em parceria com o juiz de direito aposentado Valmir Graciano. No encerramento da solenidade, as servidoras Beatriz Rodrigues de Melo e Gisele Reckziegel Fontoura executaram o Hino do Paraná.

O desembargador Gilberto, que desempenhava a função de vice-presidente e corregedor, substitui o desembargador Luiz Taro Oyama, que atuou como presidente do TRE-PR de 1º de fevereiro de 2018 a 31 de janeiro de 2019.

O novo presidente do TRE-PR fez agradecimentos em forma de trova, lembrou a infância pobre e todos aqueles que o ajudaram em sua trajetória de vida. Ainda em versos, citou o descontentamento do povo, a esperança depositada nos mandatários da nação e a necessidade de os eleitores fiscalizarem a vida pública. Ressaltou que a Justiça Eleitoral fez a sua parte ao realizar com sucesso as Eleições 2018, punir as violações cometidas e promover uma auditoria para comprovar a confiabilidade da votação eletrônica.

“Mas como em 2020 temos uma nova eleição, não podemos descansar”, emendou, relacionando a seguir as metas para a sua gestão: finalizar o recadastramento biométrico, diminuir a burocracia na Justiça Eleitoral, transmitir as sessões de julgamento ao vivo e inaugurar a usina fotovoltaica em construção na cidade de Paranavaí.

Ele também condenou a liberação do porte de armas, defendeu a educação e a cultura e anunciou uma ampliação nas ações da Escola Judiciária Eleitoral (EJE-PR). O desembargador conclamou os jovens que completarem 16 anos a tirar o título de eleitor e afirmou que eles serão alvo de campanha educativa. Por fim, firmou um compromisso com a redução de custos no órgão e prometeu ajudar a revelar o talento dos artistas que se encontram entre os servidores do quadro do TRE-PR. 

O desembargador Tito, que atuava como desembargador substituto na Corte da Justiça Eleitoral do Paraná, foi eleito para o cargo de vice-presidente e corregedor pelo Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) em dezembro passado. “Agora dois filhos do Norte Pioneiro vão juntos comandar a Justiça Eleitoral do Paraná”, disse Tito, em referência a Ribeirão do Pinhal (sua cidade natal) e Quatiguá (a cidade em que nasceu o desembargador Gilberto). Em seu discurso, lembrou suas origens humildes, o trajeto na magistratura que o levou à vice-presidência e corregedoria do TRE-PR e falou sobre importância da Justiça Eleitoral. “A Justiça Eleitoral não pode ser subestimada. É ela que transporta a mercadoria mais importante de uma nação: o direito ao voto”, finalizou.

Compuseram a mesa de honra o desembargador Oyama; o desembargador Gilberto; o desembargador Tito; o governador do Paraná, Carlos Massa Júnior; o presidente do TJ-PR, desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira; e o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (Alep), Ademar Traiano.

O mandato da nova cúpula diretiva vigora até 31 de janeiro de 2020.

Biografias

Gilberto Ferreira: filho de Silvino Ferreira Júnior e Leda Cristovam Ferreira, nasceu em 21 de julho de 1953 em Quatiguá/PR. É Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Paraná, turma 1979. Ingressou na magistratura por meio de concurso público em 1984, quando atuou como juiz substituto na comarca de Jacarezinho. Tomou posse no cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) em 2013. É mestre em Direito das Relações Sociais (UEL), especialista em Direito Contemporâneo (IBEJ/PUC) e em Direito Processual (IBEJ/Positivo). Membro da Academia de Cultura José de Alencar de Curitiba e da União Brasileira de Trovadores-Curitiba, é autor dos livros "Aplicação da Pena", "O Rio Nasce na Montanha e Segue Rumo ao Mar" e "Minhas Histórias".

Tito Campos de Paula: filho de Etelvino Alves de Paula e de Sebastiana de Campos Paula, nasceu em Ribeirão do Pinhal (PR), no dia 8 de outubro de 1964. Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Paraná em 1987. Em 1989, ingressou na carreira da magistratura do Paraná, tendo exercido suas funções nas seguintes comarcas: Medianeira (seção judiciária); Coronel Vivida, Ribeirão Claro, Pitanga, Foz do Iguaçu e Curitiba. Em 2004 foi removido para o cargo de juiz de direito substituto de 2º Grau, tendo atuado principalmente na 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). Tomou posse como desembargador do Tribunal de Justiça em 2013.

Discurso de posse do desembargador Gilberto Ferreira

Discurso de posse do desembargador Tito Campos de Paula

Galeria de fotos

Confira a lista dos presentes à solenidade

Com informações do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR)


Siga-nos no Twitter e no Instagram

Curta nossa página oficial no Facebook

Acompanhe nossas galerias de fotos no Flickr

Últimas notícias postadas

Recentes